Preciso vender a minha moeda estrangeira ao chegar de viagem no Brasil?

Preciso vender a minha moeda estrangeira ao chegar de viagem no Brasil?

bigstock--201549889.jpg

Ao realizar o planejamento da sua viagem, as vezes você acaba levando muita moeda estrangeira. Portanto, no final da viagem, você percebe que sobrou dinheiro e começa a se perguntar:

- Será que posso guardar esta moeda estrangeira ou preciso vender ao chegar ao Brasil?

- A sua resposta começa com outra pergunta: vou viajar novamente nos próximos meses?

Se a resposta for sim, talvez seja interessante guardar esta moeda, já que você não precisará comprá-la novamente e assim evitar pagar mais uma vez os impostos da operação financeira. Caso a resposta seja não, talvez seja interessante vender esta moeda, já que desta forma, você estará evitando roubos, furtos, e que a moeda fique desatualizada.

Vale lembrar que quaisquer moedas metálicas não serão aceitas nas casas de câmbio do Brasil, e, portanto, devem ser trocadas no país de origem.

Outra pergunta frequente é se você precisa ter algum comprovante referente à compra destas moedas para poder guardá-las em casa com tranquilidade. Se estivermos falando de quantias pequenas como mil dólares, por exemplo, não há problema. Porém, caso a quantia que sobrou de viagem seja algo como dez mil dólares, será necessário um comprovante de uma instituição financeira comprovando que esta quantia foi adquirida por você.

Por último, lembramos que caso você tenha lucro na venda desta moeda que guardou por tempo indeterminado, ou seja, se a cotação da venda for maior do que a cotação que você comprou, deverá ser pago imposto de renda referente a este ganho que você teve com a moeda.

Ficou claro?!

Caso tenha ficado alguma dúvida, basta nos enviar nos comentários!

Fonte: Uol Economia e Exame
 

Próximo embarque: Rússia

Próximo embarque: Rússia